Peixes ornamentais são apreendidos no Paraná e o o responsável responderá criminalmente.

Cinco peixes foram encontrados em uma caixa de isopor que era enviada do Rio de Janeiro para Umuarama, no noroeste do Paraná, na segunda-feira (6). Os animais foram identificados após a encomenda passar pelo equipamento de raio-x da Central de Distribuição dos Correios de Londrina, no norte do Paraná.

Segundo observamos no vídeo, trata-se da espécie Betta splendens. Fica o alerta para quem comumente utiliza os correios para transportar animais destinados ao aquarismo!

O envio desses peixes dessa forma foi caracterizado como crime de maus tratos, pois os animais estavam há cinco dias sem alimentação adequada e embalados em sacos plásticos com pouca água. A Polícia Militar Ambiental informou que o responsável pelo envio responderá criminalmente e o destinatário, se ficar comprovado que não sabia como os animais seriam enviados, também poderá responder pelo mesmo crime.

A pessoa que enviou esses animais tentou burlar o sistema ao passar papel alumínio na caixa de isopor. Dessa forma, ela acreditava que o aparelho de raio-x dos Correios não identificaria os peixes. No entanto, os funcionários da central de Londrina viram os animais”, detalhou a assessora de comunicação da PMA, Camila Reina. Os cinco peixes foram entregues a um veterinário que ficou como fiel depositário.

Transporte correto

A Polícia Ambiental alerta que nenhum animal vivo pode ser transportado pelos Correios. O envio de qualquer animal de uma cidade para outra deve ser feito por empresa autorizada, em um caminhão adequado, que tenha controle de temperatura, e “ainda deve haver comida à disposição” (!). Outro detalhe que deve ser respeitado é o horário do transporte, precisa ser programado para garantir a integridade do bicho transportado.

Fonte: G1

Deixe um comentário