Sem predadores naturais, Peixe-Leão é uma ameaça para o mar

Capturado recentemente por mergulhadores em Arraial do Cabo (RJ), o peixe é considerado um invasor. Natural dos oceanos Índico e Pacífico acredita-se que o peixe-leão chegou ao Atlântico norte na década de 90 e que em 2006 adentrou o mar do México, onde se reproduziu livremente e hoje é encontrado com facilidade.

Peixe Leão é encontrado em Arraial do Cabo

Peixe Leão é encontrado em Arraial do Cabo (Créditos: Marco Correia/PL Divers)

As autoridades locais, inclusive, estão recomendando a pesca extrativista e o consumo desse peixe, porém é preciso cuidado, pois ele é peçonhento.
[button color=”blue” size=”medium” link=”https://www.aquaa3.com.br/2014/05/alerta-peixe-leao-pterois-volitans-encontrado-no-brasil.html” icon=”” target=”true”] Veja mais: Peixe-leão é encontrado no Brasil[/button]

É a terceira vez que essa espécie, que chega no máximo a 200g, é encontrada no mar da região dos lagos do Rio de Janeiro. O exemplar foi entregue a pesquisadores do Instituto Chico Mendes (ICM-Bio), que o encaminharam para estudos no Laboratório de Ecologia e Conservação de Ambientes Recifais (Lecar) da Universidade Federal Fluminense (UFF), lá será estudado a genética e verificar o que eles se alimentam aqui no Brasil.

Sem-predadores-naturais,-Peixe-Leão-é-uma-ameaça-para-o-mar

(Créditos: Marco Correia/PL Divers)

De acordo com o biólogo Eduardo Pimenta, o peixe-leão desequilibra a cadeia alimentar do oceano que se insere, pois tem um apetite voraz, comendo pequenos animais, e tem poucos predadores, já que o animal é venenoso. Além disso, tem uma grande facilidade de se reproduzir. Para Pimenta, a hipótese mais provável é que o pequeno peixe tenha chegado as Américas através das águas de lastro de navios.

Ele é peçonhento, tem espinhos externos que têm veneno. Para consumí-lo é necessário que esses espinhos e as glândulas que liberam esse veneno sejam extraídas com cuidado. Quando um peixe vai comê-lo ele abre os espinhos, o peixe que vai predá-lo cospe e nem chega de fato a atacá-lo“, completou Eduardo Pimenta.

No vídeo abaixo mostra como tornou-se praga no Golfo do México, são capturados mais 200 peixes-leões em um avião naufragado.

Mergulhadores capturam mais de 200 peixes leões em um avião naufragado no Golfo do México.Copyright: Coast Watch Alliance / Link original: http://youtu.be/JnAbtkMdCoI

Publicado por Aquarismo AquaA3 em Sexta, 21 de novembro de 2014

 

Deixe um comentário