Náutilus nascem em aquário no Japão.

Já pensou em ver um dos invertebrados mais antigos do planeta em um aquário? É totalmente possível e o aquário de Toba no Japão anunciou o nascimento de uma “ninhada” dos Náutilus.

O Nautilus é fascinante em vários aspectos, começando pelo seu visual inusitado, uma mistura de polvo com caramujo. E esse antigo animal não é muito distante de nenhum dos dois pois ele evoluiu de moluscos e hoje é classificado como um cefalópode, mesma família dos polvos e lulas. É considerado um fóssil vivo pois de acordo com estudos sua estrutura não se modificou muito em 500 milhões de anos. Eles começaram a se desenvolver desde o final do período Cambriano, quando a maior parte da vida na terra era marinha e os artrópodes como trilobitas dominavam o oceano antes de uma grande extinção que dizimou várias espécies. No vídeo abaixo uma filmagem de um Náutilus em aquário!

Os nautilus sobreviveram a um período muito difícil quando os mares se tornaram pobres em oxigênio, passaram por diversas eras e extinções, como a dos dinossauros, e hoje atiçam tanto a nossa curiosidade que você poderá vê-los em alguns aquários públicos, como o aquário de Toba, que também é o que tinha o mantinha o record de nautilus mantido mais tempo em cativeiro, foram 4 anos em 2014.

É muito difícil observar sua reprodução na natureza e muitas particularidades do seu ciclo de vida são desconhecidos para os cientistas. Felizmente alguns aquários profissionais estão conseguindo multiplicá-los, embora seja raro. O maior desafio dos cuidadores é manter as condições ideais para eclodir os ovos, o que pode demorar até um ano. A fêmea desova apenas uma vez por ano, grudando os ovos em pedras em locais com água morna.

O segundo desafio é levar os filhotes à vida adulta. No aquário de Toba, dos 22 pequenos nautilus que nasceram apenas dois estão crescendo e se alimentando. Ainda assim é um grande feito pois todas as etapas deste processo são desafiadoras, pouco se sabe sobre a vida e reprodução de um dos seres mais antigos do planeta ainda vivos.

Via Reef Builders

Deixe um comentário