Notícias
Home Dulcícola 5 crustáceos fáceis para o seu aquário



5 crustáceos fáceis para o seu aquário

5 crustáceos fáceis para o seu aquário
4.9 (97.33%) 15 votos

Um aquário não abriga só peixes, crustáceos também podem te surpreender!

Normalmente os entusiastas do aquarismo começam com os peixes mais comuns do hobby, eu nunca ouvi falar de alguém que tenha começado com um crustáceo. Entretanto, de uns anos para cá isso vem mudando bastante, a disponibilidade dos crustáceos está aumentando nas mãos dos entusiastas do nicho. Em lojas é extremamente raro ver esse espaço para esse tipo de animal, talvez pela legislação, interesse ou desconhecimento. Existem diversos fatores que impedem a popularização, mas nada impede que você os crie em seu aquário.

Em conjunto com o Thiago Prado do Amantes do Aquarismo, iremos listar 5 crustáceos que você pode ter no seu aquário.

Caranguejo Chama-Maré ou violinista

Caranguejo Chama-Maré ou violinista
Caranguejo Chama-Maré ou violinista (©Papa Goiaba/Flickr)

Existem várias espécies no Brasil e são chamados de violinistas pois eles têm uma pinça grande, que parece estar tocando um violino. Um ponto importante a salientar que é um animal semi-aquático, ou seja, eles precisam de um aquaterrário/paludário, pois também gostam de ir para a superfície. São animais bem sociais e gregários (gostam de ficar em grupos da mesma espécie) e às vezes os machos podem brigar entre si, mas dificilmente se machucam para valer.

Tamanho: Pode chegar até 6 cm (Uca maracoani) e o menor deles até 1,3 cm (Leptuca leptodactyla)
pH: Depende da espécie
Comportamento: São pacíficos e apesar das pinças grandes, usam mais para rituais de combate para impressionar as fêmeas, então dificilmente vão tentar usar para atacar ou se defender. Nesse caso, podem ser colocados outros peixes e ajudam na limpeza do aquário por serem detritívoros (se alimentam de restos orgânicos)
Temperatura: Resiste a uma faixa grande, mas o ideal é entre 24 a 29ºC.
Litragem: A partir de 10 litros de água para cada caranguejo e algo em torno de 30cm por 30cm de área de substrato.
Alimentação: Por serem detritívoros eles podem comer qualquer coisa, mas é recomendável alimentar com rações específicas.

Um outro ponto importante é que são animais de água salobra. Nesse caso, pode-se usar água do mar para misturar com a doce ou comprar sal sintético até atingir os parâmetros ideais.  Como gostam de se entocar, o ideal é que o substrato tanto do aquário quanto do terrário seja uma areia mais fina.

Lagosta filtradora (Atya gabonensis)

Lagosta filtradora Atya gabonensis

Apesar de chamarem de lagosta filtradora pela sua aparência, na verdade é um camarão. Chamam de filtradora pois comem matéria orgânica em suspensão, filtrando com suas patas e, com isso, ajudando até na limpeza do aquário. Ela é bastante encontrada na América do Sul e na África.

Tamanho: cresce entre 7 a 14cm
pH: 6.5 a 7.6
Comportamento: Pacífico, não incomoda outros animais
Temperatura: ideal é entre 23 a 28ºC.
Litragem: Não tem uma litragem mínima indicada, mas para comunitários, quanto maior, melhor
Alimentação: A água do aquário precisa ser bem rica em micro-organismos e matéria orgânica, pois são exímios caçadores de alimentos em suspensão.
GH: Entre 6-20º sendo uma água com bastante minerais

Gostam de água com bastante circulação e com bastante oxigênio, então é necessário caprichar na filtragem com uma bomba/filtro potente para a vazão da água. São animais noturnos e gostam de fazer tocas no substrato, o ideal é ter um substrato mais arenoso. Elas costumam ficar na saída do filtro coletando materiais em suspensão e é bastante comum encontrá-las dentro do próprio filtro.

Red Crystal (Caridina cf. cantonensis var. ‘Crystal Red‘)

Caridina cf. cantonensis var. 'Crystal Red'

É um dos camarões mais famosos do aquarismo, está na terceira posição pois é mais fácil de se encontrar em lojas que o caranguejo de água doce e a lagosta filtradora. São pequenos e muito coloridos, se reproduzem relativamente fácil e se o aquário for bem planejado, vão viver bem sem muita dificuldade.

Tamanho: cresce de 2 a 3cm
pH: 6.5 a 7.5 (preferencialmente ácido)
Comportamento: pacífico.
Temperatura: ideal é entre 25 a 28ºC
Litragem: Pelo menos 30 litros
Alimentação: por serem detritívoros, se alimentam de qualquer tipo de matéria orgânica, mas para manter um plantel saudável é necessário investir em alimentos específicos.

É recomendado fortemente ter uma ótima filtragem e fazer manutenções regulares. Podem morrer com variações mais bruscas de parâmetros, principalmente temperatura, amônia e nitrato. O sucesso na reprodução deste gênero depende essencialmente do aquarista. Devendo haver atenção redobrada na filtragem, parâmetros essenciais e evitar o máximo colocar animais que possam predar a prole (exemplo: peixes).

Red Cherry (Neocaridina davidi var. red cherry)

Neocaridina davidi var. red cherry

Também é um dos camarões mais conhecidos no aquarismo e isso se deve ao fato de serem parecidos com os caridinas e serem pequenos e coloridos, porém são um pouco mais resistentes e também são mais fáceis ainda de se achar em lojas de aquarismo. Além disso, se reproduzem facilmente dentro do aquário e também costumam custar menos.

Tamanho: cresce de 2 a 2,5cm
pH: 6.5 a 8
Comportamento: Pacífico
Temperatura: ideal é de 22 a 28ºC.
Litragem: Pelo menos 15 a 30 litros.
Alimentação: Por serem detritívoros, se alimentam de qualquer tipo de matéria orgânica, mas para manter um plantel saudável é necessário investir em alimentos específicos.

É recomendado fortemente ter uma ótima filtragem e fazer manutenções regulares. Podem morrer com variações mais bruscas de parâmetros, principalmente temperatura, amônia e nitrato. O sucesso na reprodução deste gênero depende essencialmente do aquarista. Devendo haver atenção redobrada na filtragem, parâmetros essenciais e evitar o máximo colocar animais que possam predar a prole (exemplo: peixes).

Camarão Malawa (Caridina pareparensis parvidentata)

Camarão Malawa Caridina pareparensis parvidentata

Essa espécie é bastante diferente dos seus irmãos caridinas, começado pela facilidade da reprodução e cuidados. As cores não são tão monótonas como se imagina, por exemplo. Basicamente é um “paulistinha” dos crustáceos e pode ser criado em qualquer tipo de aquário que tenha os parâmetros básicos. Uma característica peculiar dessa espécie são as mudanças de cores, pode variar de marrom escuro até vermelho ou até azul, depende muito da alimentação. Se a alimentação for à base de astaxantina você vai ter um camarão malawa avermelhado, por exemplo.

Esse camarão é um dos mais agitados, eles não param um segundo e na hora de alimentar você vai se surpreender com a “nuvem” de camarões que pode aparecer.

Tamanho: de 2 a 2,5cm
pH: 6.5 a 8.5
Comportamento: Pacífico
Temperatura: Ideal é entre 23 a 30ºC
Litragem: Pelo menos 15 a 20 litros, mas para um aquarista mais experiente pode ser de 7 a 10 litros
Alimentação: Come restos de alimento, algas e ração para crustáceos.

Ele é um dos camarões mais fáceis de se manter em um aquário e são indicados para iniciantes, porém é importante ter cuidado, pois se reproduzem muito rápido e podem até impedir que outros animais se alimentem, chegando até a atrapalhar o desenvolvimento de outra espécie de crustáceo presente no aquário.

Referências: Planeta Invertebrados

Sintam-se à vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Faça parte deste time, colabore conosco!

Sobre André Albuquerque

Analista de mídias sociais e aquarista desde os 6 anos. Meu falecido irmão tinha uma carcaça da geladeira onde havia muitos peixes e plantas, tudo aquilo brilhava nos meus olhos, até hoje tenho o suporte de aquário que ele me deu. Magia é ver as plantas crescendo e todo tipo de fauna se reproduzindo dentro de uma caixa de vidro.

Veja também

Siren reticulata é a nova espécie de salamandra

Vote neste artigo Siren reticulata é um dos maiores anfíbios, podendo atingir mais de 60cm …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *