Notícias
Home Artigos Cuidados A água leitosa no aquário

A água leitosa no aquário

A água leitosa no aquário
5 (100%) 1 voto

A água leitosa no aquário é bastante comum, mas fique tranquilo, normalmente não é nada sério!

Muitos aquaristas se deparam com a água leitosa ou turva em seus aquários, o que causa muito desgosto, principalmente entre os iniciantes. Nem sempre é preciso se preocupar com a água leitosa, só em alguns casos graves é que ela tem um efeito nocivo ao aquário, mas, em todo caso, a estética fica bem desagradável.

Motivos e causas

Uma das principais causas da água leitosa é o excesso de matéria orgânica na água. Quando há esse problema as bactérias heterotróficas, que são aquelas que se alimentam dessa matéria, se multiplicam em grande quantidade e turvam a água.

Essas bactérias se multiplicam muito rapidamente em comparação com as bactérias autotróficas, muitas delas se dividem mais de uma vez por hora! Se comparar com a velocidade de reprodução das bactérias nitrificantes, tão importantes no aquarismo, que tem em média por volta de 20 horas, dá para perceber o quão grande é essa diferença.

Pseudomonas aeruginosa
Pseudomonas aeruginosa © Wikimedia Commons

As bactérias heterotróficas consomem oxigênio da água do seu aquário, o que pode causar estresse nos animais e até mesmo morte, dependendo da quantidade. Além disso, muitas dessas bactérias heterotróficas podem causar doenças em peixes e humanos, como é o caso da bactéria Pseudomonas aeruginosa.

As principais causas dessa multiplicação na água são:

  • Água de má qualidade na troca parcial do aquário;
  • Uso de produtos inadequadas no aquário;
  • Morte de algum animal ou planta;
  • Ração de má qualidade;
  • Excesso de ração…

Outro motivo bastante comum para que a água fique leitosa são partículas em suspensão. Quando o filtro não está dando conta do aquário ou você colocou um substrato sem limpar corretamente, a sujeira fica circulando acumulada na água do aquário e muitas vezes o simples ato de desligar e ligar o filtro pode espalhar sujeira na água. Isso tem um efeito apenas estético e geralmente não causa problemas. Neste caso, você pode optar por filtragem mecânica, limpeza recorrentes e trocas parciais de água.

água leitosa no aquário
© Jefferson Matizonkas

Também acontece da água ficar turva repentinamente, e isso pode acontecer até em aquários estabilizados, é a variação dos parâmetros químicos e físicos da água. Quando ocorre uma variação brusca de pH e temperatura, quando há um desequilíbrio na relação de carbonatos, cálcio e magnésio no aquário marinho ou quando há excesso de íons metálicos na água, podem ocorrer reações químicas que formam compostos que ficam suspenso na água, deixando-a leitosa. Isso ocorre em muitos casos após uma troca parcial de água, onde a água reposta no aquário tem compostos químicos ou parâmetros diferentes da água do aquário.

água turva no aquário
(© Tiago Gonçalves‎)

Essas reações químicas geralmente têm como resultado óxidos metálicos, principalmente o de ferro, e carbonatos diversos que acabam precipitando. A maioria deles não é nociva aos aquários, mas o motivo dessas reações acontecerem, como a redução ou aumento brusco de temperatura e/ou pH, são muito nocivos aos aquários.

Soluções para água leitosa

As soluções adequadas para corrigir o que provoca a água leitosa dependem diretamente da causa, mas a correção do problema é quase sempre a mesma, troca parcial com água de boa qualidade, manutenção adequada, e caprichar na filtragem.

carvão ativado
Carvão ativado (© André Albuquerque)

O carvão ativado tem a capacidade de reter muitas moléculas orgânicas na sua estrutura, partículas que entram, mas não conseguem sair dos seus poros. E há partículas que nem mesmo conseguem entrar no carvão ativado. Uma opção válida para isso é a zeólita, um material até mais poroso que o carvão ativado e o filtro UV pode ser útil contra os microrganismos em suspensão.

Filtro UV utilizado em combate a água turva
Filtro UV utilizado em combate a água turva (©Uvsterilizerreview)

Para que esses materiais, a zeolita e o carvão ativado, tenham o resultado desejado, é preciso que eles sejam usados corretamente. Não adianta colocar um saquinho ou despejar no fundo do sump, ou até mesmo em saquinho dentro do canister, é preciso forçar que a água passe por entre essas mídias, o que às vezes não é feito. Ao usar essas mídias que possuem poros muito pequenos e entopem com facilidade, é preciso limpeza regular para evitar o entupimento.

Para solucionar o problema da matéria orgânica na água é preciso reduzir a alimentação, usar alimentação de excelente qualidade e não deixar sujeira acumulada no aquário, sump e filtros.

Sump aquário marinho
© Jefferson Matizonkas

Para resolver o problema de água leitosa originada das variações químicas basta estabilizar o sistema e não deixar que ele varie antes de colocar no aquário.

Considerações finais

A água leitosa é algo que pode atingir até mesmo aquaristas experientes, problema que pode ser rapidamente corrigido na maioria dos casos. Se for um caso pontual, basta uma filtragem de qualidade e em poucas horas o aquário estará cristalino. Como já dissemos, manter o filtro limpo já ajuda a evitar que acumule sujeira que possa ir para a água. Manter uma boa circulação de água ajuda a evitar acúmulo de sujeira no substrato e uma filtragem biológica adequada ajuda a manter a água livre de matéria orgânica.

Revisão: Americo Guazzelli

Sintam-se à vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Faça parte deste time, colabore conosco!

Sobre Angelo Lucas

Aquarista desde criança por herança paterna, estudo a fundo os pormenores do aquarismo. Sou completamente apaixonado por aquarismo marinho, principalmente corais. Tenho com meu pai a Aquários Sobrinho, empresa de fabricação e desenvolvimento de equipamentos e suplementos para aquários.

Veja também

Protozoários intestinais nos peixes ornamentais

Protozoários intestinais nos peixes ornamentais4 (80%) 4 votos Protozoários intestinais nos peixes ornamentais é mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *