Polícia encontra o corpo do ictiólogo Javier Maldonado após buscas na região.

Desde sábado (02/03) o professor de ictiologia Javier Maldonado havia sumido após um acidente com o barco em que ele estava viajando, segundo o site El Tiempo, hoje às 10h (05/03) os policiais confirmaram que o corpo encontrado era o do ictiólogo.

A morte do professor foi confirmado pelo coronel Carlos Carmona, comandante da Polícia de Vaupés, informando que o corpo foi encontrado por agências de assistência perto de uma comunidade indígena chamada Ibacaba, cerca de 73 quilômetros do local onde ocorreu o acidente com a canoa.

Ictiólogo Javier Maldonado (© Pesquisa javeriana)

O professor tinha mais de 20 anos de experiência em pesquisa de peixes e conseguiu construir um grande banco de dados sobre a biodiversidade de peixes de água doce na Amazônia. Nos últimos tempos dedicou-se ao projeto Amazon Fish, em colaboração com profissionais de sete países da América Latina e da Europa.

Luis Miguel Renjifo, vice-reitor de pesquisa da Universidade Javeriana, disse que Maldonado era pesquisador do Departamento de Biologia daquela instituição, onde trabalhou por 8 anos. O pesquisador, além disso, era doutor em zoologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Paulo Andreas Buckup, responsável pelo o departamento de ictiologia do Museu Nacional no Brasil, cita que ele é um dos mais importantes ictiólogos da América do Sul.

Em meio à notícia, amigos e conhecidos prestam solidariedade a este grande profissional.

Deixe um comentário