Notícias
Home Artigos Artigos Marinho Alimentando anêmonas-do-mar com vôngole

Alimentando anêmonas-do-mar com vôngole

Alimentando anêmonas-do-mar com vôngole
5 (100%) 2 votos

Vôngole é uma ótima opção para alimentar seus peixes e principalmente as suas anêmonas-do-mar

É muito comum encontrar em aquários marinhos as anêmonas-do-mar, de diferentes tamanhos e cores, esses são sem dúvida animais incríveis. Com uma beleza que brilha os olhos de qualquer observador, mas para se obter o máximo da sua anêmona, é necessário ter uma alimentação equilibrada e o vôngole pode ser uma opção!

O que é anêmona?

As anêmonas, são um grupo de animais sésseis, predatórios da ordem Actiniaria; elas foram nomeadas assim por causa da anêmona, uma flor terrestre. E tem como característica utilizar os seus tentáculos para capturar alimentos. As Anêmonas, assim como os corais abrigam as algas zooxantelas. As zooxantelas vivem no interior do corpo do hospedeiro, imersas no protoplasma celular ou ocupando o espaço intercelular, e através da fotossíntese alimentam a anêmona com açúcares, aminoácidos e outros produtos orgânicos e recebendo dele dióxido de carbono e nutrientes.

Devo alimentar a minha anêmona?

Alimentar anêmona é uma opção do aquarista, não é necessário, porem existem diversos relatos do aumento no crescimento e reprodução após a alimentação com proteínas. Existem diversas opções de alimentos, pedaços de camarão, lula ,vôngole, pedaços de sardinha e etc.
A frequência na alimentação da anêmona é fundamental. Não se pode exagerar, assim recomendo uma alimentação mensal, pois as anêmonas possuem digestão muito lenta.

Saiba como alimentar a sua anêmona

Alimentando a anêmona com camarão

Se você quer alimenta-la com camarão, comece com pequenos pedaços e nunca coloque o alimento diretamente na boca da anêmona, deixe o alimento sobre os tentáculos, assim será uma opção da anêmona se alimentar, não forçando a alimentação.

Alimentando a anêmona com vôngole

O vôngole é uma ótima opção de alimento, pois é macio, e já possui um tamanho aceitável para alimentação e digestão das anêmonas. Uma outra vantagem é que pode ser congelado por até 6 meses e descongelado em 5 minutos submerso em água morna.

1. Até 6 meses congeladas

Vôngole congelada
Vôngole congelada

2. Descongele o vôngole por 5 minutos em água morna

Descongelando vôngole
Descongelando o vôngole em 5 minutos

3. Abra o vôngole para retirar a carne

Abrindo o vôngole para retirar a carne
Abrindo o vôngole para retirar a carne

4. Separe o vôngole em porções individuais

Separe o vôngole em porções individuais
Separando o vôngole em porções individuais

5. Hora de servir!

Servindo vôngole as anêmonas
Servindo vôngole as anêmonas

6. O cheiro do vôngole atrai os Ofiúros, você pode oferecer um pouco.

vôngole para Ofiúro
vôngole para Ofiúro

Veja no vídeo abaixo como oferecer

Notas

– Um vôngole para cada anêmona
– Alimente a cada 30 dias
– Não permita sobras de vôngole no aquário ou que vá até o sump.

A principal observação em relação a alimentação das anêmonas são os excessos de alimentos. Isso pode prejudicar o animal e principalmente comprometer a qualidade d’água do aquário, elevando os níveis de nitrato principalmente. Com todos os cuidados e atento as quantidades, alimentar sua anêmona será algo incrível, algumas vezes o próprio peixe palhaço realizar essa tarefa e é algo muito interessante de ser observado.

Sintam-se à vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Faça parte deste time, colabore conosco!

Sobre AquaA3

Somos um site de aquarismo feito por pessoas que respiram quase que sempre debaixo d’água. Dulcícola ou marinho, nano ou jumbo, plantado ou apenas peixes. Parceria, união e o verbo somar. É assim que fazemos aquarismo. Faça parte deste time!

Veja também

Cavalo-Marinho ou salgadinho Cheetos?

Cavalo-Marinho ou salgadinho Cheetos?5 (100%) 1 voto Parece mentira, mas uma menina confundiu um cavalo-marinho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *