Notícias
Home Marinho 10 erros comuns no aquário marinho

10 erros comuns no aquário marinho

10 erros comuns no aquário marinho
4.5 (89.74%) 39 votos

Veja os 10 erros comuns que cometemos no aquário marinho.

Muitos de vocês já cometeram algum destes erros no seu aquário marinho, é normal para qualquer aquarista, o problema é permanecer no erro. Aprendemos com as nossas experiências pessoais e é assim também com o tratamento que oferecemos ao nosso aquário marinho.

Confira a lista dos principais erros de autoria do aquarista Angelo Lucas, caso queira expandir a lista, basta adicionar nos comentários.

Next Prev

Excesso de ração

alimentando os peixes marinhos
(Créditos: Miss Saltwater tank/Youtube)

1. É o causador da grande maioria dos problemas no aquarismo. É através da ração que entram o nitrogênio e fósforo no aquário que acabam sendo metabolizados em amônia, nitrito e nitrato. É preciso dar apenas o que é necessário para a nutrição dos animais do aquário e jamais deixar restos de comida.

Montar aos poucos

equipamentos para o aquário marinho

2. Muitas pessoas começam montando o aquário marinho faltando algumas partes. Começa com o substrato e a luz, depois põe as rochas, depois compra os testes (isso quando comprar), depois pensa no aquecimento, no sistema de refrigeração… Montar um aquário assim tende a dar inúmeros problemas, porque a cada adição de equipamento o equilíbrio é alterado.

Informação errada

informações erradas sobre aquarismo nas redes sociais
(Créditos Agencia Ativa)

3. É muito comum hoje com as redes sociais a troca de informações e isso pode ser bom ou ruim. Quando a informação que se recebe é correta, tende a dar bons resultados, mas quando a informação está errada ou incompleta os efeitos podem ser catastróficos. Sempre quando receber alguma dica, pesquise o funcionamento disso para ver se não é um presente de grego que está recebendo.

Achar que chiller não é importante

Refripampa Chiller
Refripampa Chiller

4. Muita gente acha que o chiller não é importante, mas é o equipamento mais importante no aquário marinho. O aquário marinho não tolera grande variação de temperatura ou temperaturas superiores a 30°C e por isso o chiller se faz muito importante. Outro detalhe, é interessante ter um controlador de temperatura.

*Você pode usar coolers como forma de resfriamento, mas não haverá controle absoluto da temperatura, principalmente em regiões com variações grandes de temperatura, outro contra do cooler é o aumento da evaporação.

Usar suplementos e corretivos caseiros

Infestação de alga no aquário marinho
(Créditos: Extreme-aquatics)

5. É muito comum ver o uso de corretivos caseiros para problemas no aquário marinho; alguns dão certo, outros não. O aquário marinho possui um equilíbrio muito delicado e qualquer alteração pode acarretar em surto de algas, água leitosa ou mesmo a morte dos peixes e corais. Muita gente tenta fazer um chiller caseiro com tubos de inox e os efeitos são desastrosos.

Economizar na iluminação do Aquário

Luminária Maxspect para aquário marinho
(Imagem via Maxspect Brasil)

6. Muita gente fica procurando a luz mais barata e mais econômica para o seu aquário e isso é ruim. A média de intensidade luminosa nos mares é de 1000kwh (kiloWatt-hora) e dificilmente algum aquário tem uma intensidade parecida com sistemas de iluminação genéria para aquário. Os peixes, corais e algas pink precisam de uma boa quantidade de luz para se desenvolverem bem. Pesquisa antes de comprar esse item, veja quais aquaristas estão tendo sucesso com a marca/modelo da luminária.

Não fazer todos os testes necessários

testes para o aquário marinho
testes para o aquário marinho (Créditos: Alvaro Lyra)

7. O único jeito de saber como está a qualidade da água é pelos testes, só os testes vão dizer com precisão se tem problema de amônia, fosfato, silicato ou qualquer outro contaminante. A qualidade do teste é de muita importância para o resultado ser confiável.

Acreditar em receitas milagrosas

Vodka no aquário marinho

8. Muita gente acredita em receitas milagrosas que vão resolver os problemas. Cuidado, isso pode ser uma cilada, adição de carbono na forma de vodka, açúcar ou vinagre pode trazer inúmeros problemas, os  benefícios que podem causar podem ser menores do que os problemas. No aquário marinho tudo é lento,  gradual e equilibrado.

Não observar o aquário todos os dias

Manutenção no aquário marinho
(Créditos Reef Room)

9. Muita gente passa o olho no aquário, mas não observa à procura dos problemas que sempre surgem. Um surto de algas não começa de uma vez, aparece um pequeno foco de alga em algum lugar, depois aparece em outro e vai assim até tomar grandes proporções. Quando se vê o início de um problema é possível começar a tomar medidas para evitar que ele evolua.

Falta de paciência

Buda com corais marinhos

10. E por último, a falta de paciência é um dos grandes problemas no aquarismo marinho. Tudo tem que ser lento e gradual. Mudança da iluminação, recuperação de algum parâmetro desequilibrado, adaptação de algum coral, etc. Paciência é a maior virtude no aquarismo marinho.

Next Prev
Salientamos que é possível sim ter um aquário marinho econômico, existem diversas formas para fazer esse tipo de aquário, porém exige MUITO do aquarista e as “variáveis” são maiores para algo dar errado, é necessário ter muita experiência e principalmente estudo.

Você realmente é aquarista ou falso aquarista?

Sintam-se à vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Faça parte deste time, colabore conosco!

Sobre Angelo Lucas

Aquarista desde criança por herança paterna, estudo a fundo os pormenores do aquarismo. Sou completamente apaixonado por aquarismo marinho, principalmente corais. Tenho com meu pai a Aquários Sobrinho, empresa de fabricação e desenvolvimento de equipamentos e suplementos para aquários.

Veja também

Sobre Chasing Coral – Em busca dos corais

Sobre Chasing Coral – Em busca dos corais4.4 (88%) 5 votos Chasing Coral é um …

5 comments

  1. Há diferença entre aquarista e AQUARISTA os que buscam informações a executar bons trabalhos e os que aceitam qualquer opinião EXCELENTE ARTIGO vlw

  2. Quem tem um aquário marinho com menos de dez anos estabilizado, não pode garantir que o aquário dele deu certo.
    Quem tem um aquário marinho onde faz menos de três anos que morreu um peixe, não pode dizer que tem um aquário bom.
    Tenho um aquário marinho estabilizado há 19 anos, com sete anos desde a morte do último peixe (tem mais de 120 variedades de corais e invertebrados e 14 peixes).
    Sou o pai do Lucas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *