Notícias
Home Notícias Fósseis de peixes são encontrados nos muros de Recife

Fósseis de peixes são encontrados nos muros de Recife

Fósseis de peixes são encontrados nos muros de Recife
4.75 (95%) 4 votos

Mais comum do que imaginamos, fósseis de peixes são encontrados em muros e decorações.

O que parece muito bonito, na verdade é proibido por lei. O médico veterinário Alberto Campos encontrou cerca de 15 fósseis de peixes e um com asa de inseto nos muros de um prédio residencial em Aflitos, bairro de Recife.

rochas sedimentares são usadas em muros e decorações
(Créditos: Alberto Campos)

De acordo com o veterinário, formado pela UFRPE, eles têm entre 40 e 150 milhões de anos e são retirados, sem nenhum controle, do Cariri, no Ceará. “Imagina quantos fósseis foram destruídos em construções para enfeitar a piscina das pessoas”.

Fosseis de peixes sao encontrados nos muros de Recife
(Créditos: Alberto Campos)

Veja o depoimento dele na integra:

Em um muro de um prédio nos Aflitos, como em centenas de muros de outros prédios de Recife e também nas bordas de muitas piscinas eles usam uma rocha sedimentar para ornamentar. Essas rochas tem entre 40 e 150 milhões de anos. Elas pertencem a um período quando ainda existia a Pangéia e nela existem inúmeros tipos de fósseis. Elas sao retiradas do Cariri, no Ceará, e vendidas sem nenhum controle, o que é proibido. Não se pode vender rochas com fósseis encrustrados. Só nesse prédio, encontrei aleatoriamente 15 fósseis de peixes e uma asa de um inseto. Imagina quantos fósseis foram destruídos em construcoes para enfeitar a piscina das pessoas. Fósseis mais antigos que o Cretaceo, de no mínimo 40 milhões de anos atrás. História Geológica da Bacia do Araripe

A venda é feita sem nenhum controle ou regulamentação dos órgãos oficiais, o que destrói parte da história. Muitas dessas rochas têm fósseis incrustados e no Brasil a venda é proibida e estabelece crime contra o patrimônio. Além disso, a constituição diz que todo fóssil encontrado no país é de propriedade do estado, invalidando assim, qualquer tipo de comercialização.

Notícia enviada pela jornalista Beatriz Oliveira

Sintam-se à vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Faça parte deste time, colabore conosco!

Sobre Beatriz Oliveira

Jornalista, por profissão, desde 2011 e Aquarista, por paixão, há pouco mais de 2 anos. Me tornei colaboradora do Aquaa3 para ajudar um amigo e para ganhar mais conhecimento no hobby e na vida.

Veja também

Cavalo seria o novo ancestral do peixe, diz professor

Cavalo seria o novo ancestral do peixe, diz professor 5 (100%) 1 voto O cavalo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *