Notícias
Home Dulcícola Pirulitos realísticos de peixes

Pirulitos realísticos de peixes

Pirulitos realísticos de peixes
Vote neste artigo

Conhecida como Amezaiku , a arte de fazer pirulitos de animais realísticos, tem sido uma tradição japonesa desde o século 8. Mas a jovem japonesa Shinri Tezuka de  26 anos trouxe à tona essa arte e está se tornando a grande sensação do momento. A artista e confeiteira transformou sua habilidade em uma forma divertida de ganhar dinheiro. Seu trabalho é impressionante!

Pirulito de peixe japones

Usando técnicas milenares, Shinri usa apenas uma massa doce de açúcar e amido, juntamente com corantes orgânicos para fazer as peças que são vendidas bem caro (de 8-17 dólares) dependendo da complexidade do pirulito. Além de saborear os pirulitos que são deliciosos, as pessoas podem fazer um curso com a artista e aprender a técnica.

Pirulito de Carassius auratus

Veja abaixo algumas das impressionantes pirulitos realísticos de peixes.

A arte de Shinri

Pirulito carpa

Pirulito de Kinguio

Pirulito de Alevinos

pirulitos realísticos de animais que esta artista japonesa faz

Realistic Animal Lollipops By Young Japanese Master Keep 1200-Year-Old Tradition Alive

Colabore conosco. Sintam-se a vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Fonte: Diário de Biologia

Sintam-se à vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Faça parte deste time, colabore conosco!

Sobre AquaA3

Somos um site de aquarismo feito por pessoas que respiram quase que sempre debaixo d’água. Dulcícola ou marinho, nano ou jumbo, plantado ou apenas peixes. Parceria, união e o verbo somar. É assim que fazemos aquarismo. Faça parte deste time!

Veja também

Kinguio passa por tomografia computadorizada

Kinguio passa por tomografia computadorizada5 (100%) 3 votos Peixinho dourado foi o primeiro paciente da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *