Notícias
Home Artigos Bettas A morte do Betta Earl Ragner

A morte do Betta Earl Ragner

A morte do Betta Earl Ragner
5 (100%) 1 voto

O luto é uma resposta comum quando se perde um ente querido, boa parte das vezes é algo devastador a perda de um familiar querido que compartilhou bons momentos da sua vida. No aquarismo isso não é tão diferente, lembro de quando criança ter uma carpa de estimação e a filha da diarista pegou com as mãos e soltou no chão. Foi muito triste para mim naquela época, ela estava comigo durante alguns anos. Já li relatos de aquaristas possuir peixes com mais de 26 anos, imagina perder um peixe que viu seus filhos crescerem?

Earl Ragner viveu 8 anos com sua família humana norueguesa, um tempo considerável para um Betta. Para entrar no clima dessa trajetória eu sugiro que antes de ver as imagens coloque a música abaixo para tocar e confiram imagem por imagem de como foi o funeral da Earl.

 

morte de betta

 Para quebrar o clima de tristeza… olhem esse abaixo.

 

Compartilhe conosco sobre a perda de algum animal querido do seu aquário ou lago, envie fotos e depoimentos. Vamos eternizar esse momento aqui. Entre em contato.

Sintam-se à vontade para corrigir, complementar e compartilhar a sua experiência conosco. Utilize o campo de comentários para tirar dúvidas e interagir sobre esse assunto. Faça parte deste time, colabore conosco!

Sobre André Albuquerque

Analista de mídias sociais e aquarista desde os 6 anos. Meu falecido irmão tinha uma carcaça da geladeira onde havia muitos peixes e plantas, tudo aquilo brilhava nos meus olhos, até hoje tenho o suporte de aquário que ele me deu. Magia é ver as plantas crescendo e todo tipo de fauna se reproduzindo dentro de uma caixa de vidro.

Veja também

Peixe mais velho do mundo em cativeiro é sacrificado

Peixe mais velho do mundo em cativeiro é sacrificadoVote neste artigo O Peixe-pulmonado-australiano (Neoceratodus forsteri), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *